quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Escolas nos EUA.

   O assunto escola é muito interessante nos EUA. Primeiro por que as aulas são de período integral, os alunos entram nas escolas por volta de 8 da manhã e saem as 3 da tarde, eles passam boa parte do dia estudando e assim que chegam em casa, estudam um pouco mais, afinal, todos os dias é dia de lição de casa.
   Por aqui não existe isso de, fulano não gosta de estudar, a escola é chata, ele tem dificuldade de aprender, está sofrendo bullying, criança é assunto sério, diria que um dos mais sérios neste país. Qualquer coisa que aconteça com uma criança é observado, investigado, estudado e resolvido, da melhor maneira possível, sempre visando o bem estar de cada um deles.
   Todas as escolas, a partir do jardim da infância, oferecem transporte escolar, os famosos ônibus escolares, aqueles amarelinhos que aparecem nos filmes. Esses ônibus buscam e deixam as crianças em pontos, sempre o mais próximos possíveis de suas casas.
   Um ponto muito interessante é o tratamento dado a alunos imigrantes nas escolas. Assim que chegam, os alunos são matriculados normalmente nas escolas, porém durante as aulas, os alunos que não falam o inglês, são retirados e levados para aulas particulares de Inglês como Segundo Idioma (ESL) essas aulas são diárias e costumam ter duração de 50 minutos cada, algumas vezes sendo aulas duplas em um dia. Normalmente, dentro de seis meses as crianças já estão acompanhando as aulas normalmente, pois aprendem o inglês muito rápido, quanto mais jovens mais rápidos aprendem o idioma.
   São tantos pontos referente à escola para serem tratados que me sinto até perdida, as regras de convivência por aqui são muito rígidas, uma das coisas que achei interessante, foi o fato de escolas públicas e não católicas, não comemoram festas como Natal, afinal, existem alunos de várias religiões que frequentam um mesmo espaço, então é muito frisada a necessidade de respeitar a religião de todos. Também são respeitados os feriados judeus, afinal eles também respeitam os feriados católicos, então nada mais justo.
   No frigir dos ovos, não importa sua cor, raça, religião ou credo, crianças são sempre crianças, têm os mesmos direitos e nada pode ameaças o direito à escola e acesso à educação, acima de qualquer. Pisa estão os direitos de quem vai construir o futuro da nação.


0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More