quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Visita da amiga irmã.

   Quando sai do Brasil, minha melhor amiga estava prestes a se casar, faltava pouco menos de dois meses para o casamento dela, porém, eu não tinha a opção de esperar o casamento acontecer, para então viajar. Era muito importante chegar aos EUA antes do inverno, do contrário, a adaptação poderia ser ainda mais difícil.
   Já faziam quase dois anos que estávamos morando longe de tudo e de todos, e só Deus sabe, o quanto me fazia falta a companhia de amigos. Claro que sempre tive meu marido ao meu lado, e ele é um pouco de tudo, mas algumas vezes, uma mulher sente falta de uma amiga pra jogar conversa fora, falar besteiras, fazer coisas de mulher juntas, sabe tipo clube da Luluzinha.
   Minha amiga Rafa, sempre dizia que planejava vir nos visitar, e ganhei meu maior presente, quando ela me disse que estava com as passagens compradas, deste dia em diante, fiz até contagem regressiva. Não via a hora do dia da viajem chegar, por alguns dias, teria minha amiga comigo, planejei e idealizei tudo aquilo que queria apresentar a ela e seu esposo, os lugares que iríamos, as longas conversas que teríamos, em fim, tudo que duas boas grandes amigas poderiam fazer juntas.
   Na noite em que ela e o marido viajaram, eu não consegui dormir, acordava de hora em hora, de tão ansiosa que fiquei, lembro que coloquei um aplicativo no celular, para rastrear o voo deles. Na manhã seguinte, fomos ao aeroporto buscá-los, nunca tinha buscado alguém no aeroporto, meu coração parecia querer sair pela boca, na hora em que cheguei no saguão de espera então, meu Deus, quanta aflição, minhas mãos estavam geladas. O voo deles chegou em um horário movimentado, então levou algum tempo para saírem, mas quando os vi, não me aguentava de alegria, sabe quando dá até um gelo no peito? foi assim. Sai correndo feito uma doida, e quase derrubei minha amiga com o abraço que a dei.
   Durante os dias que ficaram conosco, aproveitamos muito, fomos a muitos lugares, apresentamos NY a eles, e tivemos a oportunidade de confessar, que nunca, nem nos nossos melhores sonhos, pensamos em estar juntas em NY, afinal, ambas viemos de famílias muito humildes, e só nós sabíamos , por tudo aquilo que já tínhamos passado.
   A parte ruim de tudo isso, é que como diz o ditado, tudo que é bom dura pouco. Os dias passaram muito depressa, quando me dei conta, minha amiga partiria no dia seguinte, então decidimos ir para um jantar de despedida. Mais uma vez, tivemos uma noite maravilhosa, saímos os quatro, demos muitas risadas, mas quando cheguei em casa, a realidade soprou em meus ouvidos, então me lembrei, o quanto é duro dizer até breve...
   No dia seguinte não pude levá-los ao aeroporto, tanto meu marido quanto eu tínhamos de trabalhar, mas posso afirmar, com toda a certeza, que se separar de alguém que você gosta muito, estando aqui, é muito mais difícil que quando você está deixando seu país.
(Fotos do arquivo pessoal)

 







1 comentários:

Amei... VC tbm e mais que uma amiga.. E pode ter certeza que logo voltarei... Saudades de vocês seus chatos...bjs

Postar um comentário

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More