sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Primeira Nevada

  Era mês de Novembro, uma quarta feira e já estava bastante frio, ao menos pra quem acabara de chegar do Brasil. Me lembro que estava no trabalho, limpando os vidros, mais especificamente, e por um instante olhei pela janela e vi algo parecendo paina flutuando. Naquele instante fiquei maravilhada, porém não tinha certeza do que estava vendo, me virei para minha patroa e perguntei se aquilo era neve e ela prontamente me respondeu que sim.
   Naquele momento ela me perguntou se eu nunca tinha visto neve antes, eu expliquei que não, nunca tinha saído do Brasil, e que por lá não existe neve. Aproveitei o momento, e fiz uma pergunta que me indagava, acreditava que para nevar, era preciso estar muito frio, na ocasião estava frio, mas a temperatura ainda era positiva, neste dia aprendi que quando a temperatura é muito baixa, as chances de neve são menores.
   Faltava pouco tempo para o dia acabar, mas minha ansiedade e curiosidade para sair do trabalho e tocar a neve era tanta, que parecia fazer o relógio andar para trás...
   Finalmente o dia acabou, eu sai do trabalho feliz da vida, a neve era fofa como algodão, parecia raspinha de gelo, fiquei maravilhada, tanto que nem me lembrei que estava calçando um par de tênis, e que não são o tipo de sapatos mais apropriados para usar em dia de neve. Quando fui subir no carro, levei um escorregão e logo percebi que nem tudo na neve é assim tão bonito.
   No caminho para casa, o carro deslizava muito, fui percebendo os perigos que um dia de neve carrega, junto a toda sua beleza. Estava com meu primo, em uma caminhonete, e ele aproveitou a oportunidade para me precaver sobre os perigos da neve e que era necessário dirigir com a atenção redobrada. Também tive a oportunidade de ver caminhonetes e caminhões, fazendo a limpeza das ruas e rodovias, e jogando sal para derreter a neve.
   Chegando em casa, a paisagem era linda, estava tudo branquinho, os carros, o chão, tudo estava coberto pela neve, meu coração se encheu de felicidade, finalmente Deus realizava um sonho de criança. Mas, até mesmo os contos de fadas, tem seus momentos ruins, sempre que neva é necessário colocar as mãos na massa, ou melhor, na neve. Poucas horas após a neve cair, é necessário limpar o caminho por onde se anda e também à frente da casa (cada família é responsável pela frente de sua própria casa) e jogar sal, para evitar que a neve congele e forme uma fina camada de gelo.
   Hoje, após três anos, posso dizer que ainda acho uma das paisagens mais lindas, e gosto pela diversão que pode trazer, mas apenas nos primeiros dias, passando disso, se torna cansativo e isso por que quem limpa a neve em casa é meu marido!!!
(Fotos do arquivo pessoal)





9 comentários:

Em poucos minutos, devorei teu blog! :D Posta maisssss! Vou entrar aqui todo dia! ^^

Não gostei! Quero mais e mais e mais kkkkkkk

Oi linda, amei seu blog. Parabéns pela iniciativa, e felicidades com o novo babys

Amandoooooooo . Continueee continueeeeee

Parabéns pelo blog, leitura fácil e agradável, e parabéns também pela coragem de ir em busca dos seus sonhos! ! Felicidades e sucesso p vc!

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

Parabéns pelo seu blog perfeito ! Li todas as postagens ! <3 , tenho muita vontade de morar fora do Brasil , você fez algum curso de inglês ? simplesmente amando seu blog , ja esta salvo em minha barra de favoritos <3 sucesso !!

Oi, obrigada pela leitura!!! Sim, eu fiz 6 anos de curso de inglês, estudei em boas escolas, me ajudou muito. Chegando aqui pude aprimorar tudo quilo que aprendi!!!
Da uma olhadinha no blog, tem novidade!!!
Beijinhos no coração.

Joyceeeee, caramba não sabia dessa da neve, achei que quanto menor a temperatura mais chances de nevar, a imagem é linda...

Postar um comentário

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More